sexta-feira, 31 de agosto de 2012

LEISHMANIA...TEM TRATAMENTO....!!!



LEISHMANIOSE  POR FAVOR COMPARTILHEM 

VAMOS ALCANÇAR O MAIOR NÚMERO DE PESSOAS POSSÍVEL, CHAMAR A ATENÇÃO DO GOVERNO, ESTE QUADRO TEM QUE MUDAR.

No brasil o cão com Leishmaniose é sacrificado, mas em alguns países europeus já há tratamento. Portaria conjunta do Ministério da Saúde e MAPA foi expedida probindo o tratamento da Leishmaniose. O Minsitério Público Federal instaurou inquérito administra
tivo para apurar ilegalidades na portaria e emitiu recomendação para que esta fosse revogada. Além disso, a organização do Mato Grosso do Sul Abrigo dos Bichos ingressou com uma Ação Civil Pública para garantir o direito de tratamento

Este é um dos medicamentos para o tratamento do cão infectado com leishmaniose, que apesar do laboratório responsável, a VIRBAC, ter filial aqui no Brasil, o Ministério da Saúde não permite a importação, alegando que vão usar o componente em tratamento de humanos.

A solução oral para cães
COMPOSIÇÃO
Miltefosina 20 mg por ml
Incolor viscosa solução oral.

CLÍNICA

Espécies-alvo : os cães.

Indicações : Controle da leishmaniose canina.Imediatamente após o início do tratamento, os sinais clínicos da doença começam a diminuir drasticamente e duas semanas mais tarde foram reduzidos significativamente. A melhoria contínua dos sinais, pelo menos, quatro semanas depois de completar o tratamento.

Fonte:
HAPPY DOGS - BRAZIL
Link:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=319646178128441&set=o.173070229452206&type=1&theater

OTITE...


HAPPY DOGS - BRAZIL


Fonte:
HAPPY DOGS - BRAZIL
Link:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=458653914157623&set=a.186587898030894.39821.186572391365778&type=1&theater

Todos merecem um lar!!


HAPPY DOGS - BRAZIL


Fonte:
HAPPY DOGS - BRAZIL

Link:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=458654210824260&set=a.186587898030894.39821.186572391365778&type=1&theater

LUTEMOS POR UM HOSPITAL VETERINÁRIO PUBLICO


JÁ SÃO MAIS DE 44 MIL ASSINATURAS, ASSINE VOCÊ TAMBÉM E VAMOS JUNTOS LUTAR PARA TORNAR ESSE SONHO REALIDADE EM TODAS AS CIDADES.

ASSINEM:



"Tudo que queremos é beneficiar o brasileiro e eles aqui são brasileiros também! Se tem algo que eles querem é respeito como eu tenho por você e você deveria adquirir com o próximo (isso é pra quem não sabe cuidar de si próprio) lembrando que sabemos ensinar da mesma forma que devemos aprender."
Fonte:
Link:

Cadela aguarda por carro de sorvete todos os dias

O animal já virou cliente fiel do sorveteiro; assista ao vídeo 

Esta cadelinha tem um hábito bastante peculiar. Ela espera pelo caminhão de sorvete todos os dias! É a cliente mais fiel do sorveteiro do bairro.

Giulia fica feliz da vida quando vê o carro se aproximar. Assim que o veículo para, a cadela fica esperando no balcão pelo docinho.

Gulosa, ela nem espera ele derreter, coloca tudo na boca e sai de lá abanando o rabo.



Reprodução vídeo R7

Fonte:
entretenimento.r7.com/bichos/noticias
Link:

Cão 'malandro' é flagrado em cima de búfalo em rio no Paquistão

Cena foi registrada no rio Ravi, em Lahore.
Imagem foi feita pelo fotógrafo Mohsin Raza.

Um cão foi flagrado nesta terça-feira (28) sobre as costas de um búfalo que estava no rio Ravi, em Lahore, no Paquistão.
(Foto: Mohsin Raza/Reuters)

Fonte:
g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia
Link:

Durante ronda, policial acha cão paraplégico e o leva para casa no Espírito Santo

Cachorro paraplégico é adotado pela soldado da Polícia Militar Gecyanna Araújo,
 em Vila Velha (ES)  Arquivo pessoal

Um cachorro paraplégico e abandonado que se locomovia com uma espécie de equipamento improvisado feito com restos de brinquedos agora tem um lar no Espírito Santo. Ele foi adotado pela soldado Gecyanna Araújo, após ter chamado sua atenção durante uma ronda de rotina em Vila Velha (7 km de Vitória).

“Eu vi aquele bichinho, me abaixei, ele se aproximou e deu um ‘cheiro’ no meu nariz, foi como se me desse um beijinho”, contou Grecyanna. Ela contou que depois de avistar o cachorro utilizando o estranho equipamento percebeu que ele não mexia as patas traseiras.

Segundo o comerciante Ary Boudrini, do bairro Jardim Colorado, em Vila Velha, que alimentava o animal e chegou até a pagar o seu tratamento veterinário, o animal ficou com as patas paralisadas após uma briga entre cachorros.

O cachorro foi encontrado pela soldado com uma ferida na barriga e outra na perna, mas, agora, já está com as feridas praticamente curadas. “Ele foi medicado com remédio de verme, a veterinária disse que ele tinha muitos. Agora ele dorme em uma caminha igual aqueles sofazinhos para criança que fica ao lado da minha cama.”

Batizado de Skely, em homenagem a um cantor de reggae que também possui deficiência, o cachorro tem a coluna quebrada, mas não vai mais precisar andar de equipamento improvisado, disse a soldado.

Um empresário que teve conhecimento da história já ligou pedindo as medidas de Skely para doar uma cadeira adaptada. “Foi uma alegria muito grande. Em cinco dias o equipamento chega, estamos muito felizes”, disse ela.

A soldado tem histórico na adoção de animais. Ela contou que Skely agora vive com Susan e Tiquinho (que não possui uma pata), ambos adotados. “Aliás, agora Skely é Skely Ricardinho porque o senhor Ary, que tomava conta dele, me contou que o nome do cachorro era Ricardinho em homenagem a um cliente do bar. Skely tem o mesmo bigodinho que ele”, disse a soldado.

Fonte:
noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias
Link:

Homem e seus quatro cães são salvos pelo telhado de inundação do furacão Issac

BBC Brasil

Um homem e seus quatro cachorros foram resgatados pelo telhado de uma casa em área alagada nos EUA devido à passagem do furacão Isaac.

Sete anos depois de o furacão Katrina provocar uma tragédia em Nova Orleans, o Issac traz as más lembranças de volta à cidade do sul do país. Cerca de meio milhão de pessoas estão sem energia elétrica.

Dentro das áreas protegidas pelas barragens, que custaram bilhões de dólares, a situação é melhor e parece estar sob controle.

Fonte:
noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc
Link:

Eu tenho amigos S.R.D., CÃES E GATOS!!


Animais: Os melhores amigos

Fonte:
Animais: Os melhores amigos
Link:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=399517770113139&set=a.300061290058788.71610.300051806726403&type=1&theater

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

NÓS SABEMOS QUE AINDA EXISTEM HUMANOS QUE NOS AMAM!


Fonte:
Procure 1 Amigo
Link:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=437261029658809&set=a.214179918633589.64291.203863762998538&type=1&theater

Fonte:
HAPPY DOGS - BRAZIL
Link:

Pequenas, mas perigosas: como eliminar as pulgas do ambiente doméstico

O controle de pulgas é fundamental ao bichinho e para a casa. 
Fique atento aos sinais de infestação 

Quem tem animal em casa sabe: os cuidados com a higiene do pet e do ambiente devem levar em conta o surgimento de uma ameaça tão comum e antiga quanto o próprio homem: as famigeradas pulgas. Esses minúsculos insetos pertencem à ordem Siphonaptera, que engloba diversos gêneros (existem cerca de 1.900 espécies conhecidas de pulgas no mundo) e parasitam as mais diversas classes de animais, como mamíferos, aves, etc.. 


As pulgas mais comuns no ambiente urbano são as dos gatos (Ctenocephalides felis), que também podem infestar cães; as dos cachorros (Ctenocephalis canis) que também podem infestar felinos; e a Pulex irritans - o nome já diz tudo - que tem como hospedeiro preferencial os humanos. Todas podem transmitir doenças sejam leves como reações alérgicas ou graves como a peste bubônica (vetorizada pela espécie Xenopsylla cheopis que parasita roedores).

De acordo com o farmacêutico bioquímico especialista em entomologia urbana e ex-chefe do serviço de desinfestação da Polícia Militar do Estado de São Paulo, Eduardo Joseph Sayegh, as pulgas desenvolvem-se por meio de metamorfose completa, que compreende ovo, larva, pupa e inseto adulto e, por isso, dispõem de vantagens evolutivas que as tornam difíceis de combater. Uma delas é o desenvolvimento condicionado à oferta de alimento, o que lhes confere grande competitividade biológica. “São insetos com muitas ferramentas que permitem a sobrevivência em épocas hostis até que suja um hospedeiro em potencial”, explica Sayegh.

E é ai que mora o perigo: quando se pensa que as pulgas do animal acabaram, ocorre um novo surto. “O controle dos focos é bem complexo e requer uma abordagem coordenada”, recomenda Rosangela Ribeiro, gerente de programas veterinários da WSPA - Sociedade Mundial de Proteção Animal. De acordo com Ribeiro, quando ocorre uma infestação por pulgas, somente 5% dos insetos se encontra no animal, os outros 95% ainda estão na forma de larva, pupa ou ovo no ambiente, onde podem permanecer por meses. “Tentar controlar a praga somente com o uso de antipulgas não é a melhor estratégia”, completa.

Conheça e combine duas formas de eliminar as pulgas de vez


Combate, etapa 1: ambiente


A eliminação das pulgas deve englobar ações no ambiente, peça chave na erradicação de 95% da infestação. E, acredite, um dos melhores produtos para o controle desses insetos na casa é o aspirador de pó. “Mas atente-se, o eletrodoméstico deve ser de alta potencia e ter no mínimo 1.000 watts”, orienta Eduardo Joseph Sayegh, farmacêutico bioquímico especialista em entomologia urbana .

A pulga adulta coloca muitos ovos por dia que caem em todas as partes da casa, pois não se prendem aos pelos e o aspirador é a maneira mais eficiente de recolhê-los. “Aspire sofás, pisos, a cama do animal, rodapés e frestas, tacos, tapetes, enfim, todos os locais onde o inseto em suas diferentes fases possa estar escondido”, completa o farmacêutico bioquímico.

Ainda de acordo com Sayegh, uma boa prática é a aspersão de inseticida aerossol no saco do aspirador, após o serviço, de maneira a eliminar as pulgas adultas. “Importante é não esquecer de descartar o saco após esse processo”, enfatiza. Quanto aos cobertores e panos usados pelo animal, é recomendável fervê-los por cerca de 10 minutos logo após a lavagem corriqueira.

Em infestações ambientais severas deve-se realizar a dedetização do ambiente com empresas especializadas em controle de pragas urbanas, além de associar controle ambiental e o tratamento simultâneo de todos os animais da casa. A prevenção, no entanto, é simples: observe constantemente o comportamento dos bichinhos e faça uso regular de antipulgas para que o ciclo não recomece. Mantenha o ambiente o mais limpo possível e faça do uso do aspirador de pó um hábito, de duas a três vezes por semana.

Combate, etapa 2: animais
Se você tem mais de um bichinho em casa, trate-os da mesma maneira, mesmo que acredite que apenas um tenha sido infestado. O combate junto aos animais deve ser feito com a utilização de antipulgas com efeito residual (medicamentos aplicados combatem apenas as pulgas adultas), de maneira sistemática e constante. “O primordial é a prevenção, ou seja, aplicar esses produtos todos os meses, já que muitos animais são alérgicos à saliva do inseto”, explica a veterinária Rita Carmona, mestre em dermatologia veterinária pela Universidade de São Paulo.

De fato, existe uma alergia conhecida como DAPP (Dermatite Alérgica à Picada de Pulga), que pode fazer o animal sofrer com coceiras intensas e lesões dermatológicas. “Administre medicamentos antialérgicos para eliminar os sintomas, mas não deixe de combater a causa da alergia, acabando com as pulgas o mais rápido possível”, enfatiza Rosangela Ribeiro, gerente de programas veterinários da WSPA.


As profissionais recomendam a utilização combinada de produtos que matam pulgas adultas com inibidores de crescimentos desses insetos, contidos numa grande parte de preventivos para pulgas disponíveis no mercado. Nos animais, aplique produtos consagrados e de marcas reconhecidas - tipo sprays ou spot on (produto tópico de pingar) - a cada 30 dias. Porém, evite o uso de sabonetes e xampus antipulgas, pois além de ineficazes, não apresentam efeito residual e podem ser tóxicos para filhotes e animais idosos ou debilitados.

Também não é recomendável o uso de talcos antipulgas, pois a ingestão do produto pode causar intoxicação. Nesse quesito, Ribeiro faz um alerta: “nunca use qualquer outro produto que não seja de uso veterinário e jamais aplique nos animais inseticidas para controle ambiental de insetos, como formigas e baratas.” O ideal é sempre consultar um veterinário.

Fonte:
mulher.uol.com.br/casa-e-decoracao/noticias/redacao
Link:

Tem que amar!!


Fonte:
HAPPY DOGS - BRAZIL
Link:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=458164067539941&set=a.186587898030894.39821.186572391365778&type=1&theater

QUAL É A IDADE...DO SEU CÃOZINHO???


Fonte:
HAPPY DOGS - BRAZIL
Link:

Dica de Condicionamento: Mundando a liteira

Uma queixa frequente dos donos de gatos adultos é quando precisamos trocar a sua liteira (caixa sanitária), já que a grande maioria dos gatos acaba ignorando a bandeja nova, outros fazendo as suas necessidades no chão ou ainda pior: segurando o xixi ou o cocô por muito tempo.

Meu gato estava acostumado desde filhote apenas com liteiras abertas, quando resolvi trocá-la para uma fechada. Lord Princippè tem hoje 7 anos de idade, portanto, é um gato maduro.

Como sei da dificuldade de muitos proprietários em fazer essa troca, resolvi documentar todo o processo, para auxiliá-los no passo a passo. Vamos a eles…

O primeiro passo quando chegamos com a nova liteira em casa 
é apresentá-la ao gato, de forma despretensiosa. 
Deixe o gato explorar o novo objeto, sem pressioná-lo a entrar.
Veja que a liteira ainda está vazia. 
(Arquivo Pessoal)

O próximo passo é fazer assepsia na liteira nova e separar um pouco do granulado já usado (saturado) com o cheiro da urina do gato e misturá-lo com granulado novo, a ser colocado na liteira nova. 
(Arquivo Pessoal)

Mais uma vez, deixe o gato explorar a liteira, agora com os granulados novo e antigo misturados para que ele reconheça seu próprio odor, mas não force o gato a entrar. Às vezes é necessário deixar a liteira antiga à disposição de seu gato por um tempo para que ele não deixe de fazer xixi ou cocô, pois diferente dos cães, os gatos realmente seguram por muito tempo. 
(Arquivo Pessoal)

Depois de alguns dias, já podemos ver Lord Princippè mais familiarizado com a nova bandeja sanitária. (Arquivo Pessoal)

Missão quase cumprida! Em 24 horas, ele fez seu primeiro xixi. Mas para que ele deixasse totalmente de usar a liteira aberta, foram quase 4 semanas. (Arquivo Pessoal)

Não há um tempo padrão. O importante é dar tempo ao gato, zelando pelo seu bem estar.
É importante ressaltar que “NUNCA” devemos forçar ou pressionar nosso gato a nada. Gatos são diferentes dos cães. Um erro no condicionamento pode acarretar em um problema clínico grave, principalmente quando lidamos com questões de eliminação (urina e fezes).

O número ideal de liteiras numa casa que tem gatos é este:

Número de Gatos + 1 = Número de liteiras.
Exemplo: se você tem 3 gatos, terá que ter no mínimo 4 liteiras.

Espero ter ajudado e boa sorte com seu gatinho!!

Fonte:
blogs.jovempan.uol.com.br/petrede
Link:

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Leão caçado nos campos da Inglaterra não passa de um gatinho

Polícia usou até helicóptero nas buscas pelo gato da raça Maine Coon.
Dona do felino desvendou mistério que assustou moradores da região.

Teddy Bear no colo de sua dona, depois de ser confundido com um leão 
(Foto: BBC)

O casal Denise e Bob Martin aproveitava o curto verão britânico nos campos de Essex, a cerca de 110 km ao Leste de Londres, quando avistou, de longe, um felino. Seria um leão? Foi o que eles pensaram, ao observar e fotografar o animal. Assista ao vídeo.

Depois de muitos rumores e intensas buscas da polícia, que colocou 25 homens na operação, uma mulher parece ter desvendado o caso.

O leão de Essex parece ser Teddy Bear, um gato da raça Maine Coon, uma das maiores entre os gatos domésticos.

A dona do felino o identificou na foto e informou que a região onde Teddy bear foi visto é a predileta do felino para caçar e descansar.

Foto tirada por casal em que 'Teddy Bear' é confundido com um leão 
(Foto: BBC)

Gato Teddy Bear é um Maine Coon, uma das maiores raças domésticas 
(Foto: BBC)

Fonte:
g1.globo.com/mundo/noticia
Link:

FAMÍLIA TEM REENCONTRO EMOCIONANTE COM SEU CÃO QUE HAVIA SE PERDIDO POR MAIS DE 4 ANOS

Procure 1 Amigo

Depois de viver nas ruas por quatro anos e meio, um cachorro chamado Chuck reencontrou sua família.

Chuck desapareceu de sua casa em 2007, depois de sair do quintal. Embora sua família o tenha procurado incansavelmente não conseguiram encontrá-lo.


"Ele se foi. Procuramos em todos os lugares. Nós dirigimos subindo e descendo todas as ruas e nada", disse Lisa Nakkim, proprietário de Chuck.

A poucos quilômetros de sua casa, Linda Shelton ia caminhando para o trabalho quando percebeu um cão magro vagando pelas ruas da cidade. Ela fez amizade com ele e levou-o para o seu escritório.

"Ele era, me desculpe dizer, a magreza em forma de cão", disse Linda. "Eu podia ver o potencial do cão. Ele só tem um coração maravilhoso e grande."

Um colega de trabalho de Sheldon foi capaz de ler as marcações embora fracas na etiqueta de identificação do Chuck, o que os levaram até sua família.

Quando a família se reuniu com o Chuck, Lisa Nakkim disse que sua filha quase caiu por terra quando reconheceu seu amigo perdido há muito tempo.

"Minha filha disse: 'Oh, nós temos um cão",
e eu disse,' Não, Lexa. Ele é o Chuck. " Ela começou a chorar sem parar. Ele acabou de voltar ", disse Lisa.

Quando Chuck desapareceu, ele estava bem forte, mas foi encontrado muito magro.

"Ele está de volta e quase 100%", disse o marido de Lisa, Eric. "É como um membro perdido da família que regressou ao lar!"
Assista o vídeo caseiro de reunião de Chuck com sua família. Os membros da família ficaram chocados e choraram de alegria quando eles perceberam que o cão em seu quintal era Chuck!

Video:

SEM CASTRAÇÃO...ONG´S, ABRIGOS, PROTETORES...TEM SUPER LOTAÇÃO E NÃO HÁ LARES ...PARA TODOS!


Fonte:
HAPPY DOGS - BRAZIL
Link:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=457786364244378&set=a.186587898030894.39821.186572391365778&type=1&theater

ADOTE UM SRD!!!


Fonte:
HAPPY DOGS - BRAZIL
Link:

Dica...


Fonte:
HAPPY DOGS - BRAZIL
Link:

terça-feira, 28 de agosto de 2012

ATACANDO COM O CORAÇÃO!!


Fonte:
HAPPY DOGS - BRAZIL
Link:

Ser dono de um gato pode fazer bem para a saúde


Embora os gatos já tenham sido acusados de causar loucura, alguns tipos de câncer e de transmitir inúmeras doenças — além de dar azar! —, de acordo com o site Discovery News, aqueles que adoram seus bichanos de estimação podem respirar aliviados.

Aparentemente, a má fama dos gatos se deve a velhas superstições e ao fato desses animais serem portadores do parasita Toxoplasma gondii, que causa a toxoplasmose e parece apresentar correlação com casos de câncer no cérebro, embora essa associação ainda não tenha sido comprovada.

Liberados do banco dos réus
Segundo a publicação, existem alguns estudos que sugerem que os felinos, na verdade, fazem bem para a saúde. Um deles, realizado por cientistas do centro de pesquisas Tour du Valat, na França, aponta que os donos de gatos não correm maiores riscos de desenvolver câncer no cérebro do que as pessoas que não possuem animais de estimação.

Outro estudo, conduzido por pesquisadores da Universidade de Oxford, na Inglaterra, está avaliando informações relacionadas a mulheres de meia-idade desse país. Segundo os pesquisadores, os dados coletados até o momento simplesmente não demonstram qualquer relação entre mulheres que convivem com gatos e a incidência de câncer.

Benefícios para a saúde
Aliás, os resultados de inúmeras pesquisas parecem mostrar o contrário. Donos de animais de estimação parecem correr menos riscos de desenvolver o linfoma não Hodgkin, assim como crianças que convivem com animais desde pequenas parecem sofrer menos com doenças respiratórias, além de terem um sistema imunológico mais eficiente.

Outros estudos também apontam que os animais de estimação podem ser extremamente benéficos para pacientes que sofrem de doenças crônicas, oferecendo companhia e conforto a essas pessoas.

Fonte:
blogs.jovempan.uol.com.br/petrede
Link:

Manifesto de cientistas confirma que animais são seres conscientes

 

A suspeita que a grande maioria dos donos de animais de estimação sempre teve acaba de ganhar um reforço de respeito. Um grupo de cientistas de renome mundial publicou um manifesto atestando que os animais possuem um grau elevado de consicência. E a afirmação vai muito além de cachorros e gatos fofinhos.

Com um nome digno daqueles tratados que entram para os livros de História, a Declaração de Cambrigde sobre Consciência talvez seja o primeiro grande passo que a Humanidade dá em direção à uma relação mais humana (e menos estúpida) entre homens e bichos. Os animais citados no texto são pássaros, polvos (único não vertebrado da lista) e todos os mamíferos existentes. De acordo com os cientistas, “a ausência de um neocórtex não impede que os animais experimentem estados de afeto”. Do ponto de vista evolutivo, o neocórtex é a parte mais recente do nosso cérebro – esse detalhe anatômico é o culpado por cientistas se negarem por tanto tempo a admitir a consciência em animais não-humanos.

Ser consciente tem várias interpretações e outras tantas implicações. Se reconhecer diante de um espelho é uma delas. Atingir a fase REM durante o sono também é um pressuposto de consciência: é nesse período que nossos sonhos ficam mais vívidos e fáceis de lembrar. Essas duas prerrogativas já foram observadas em diversos animais.

A declaração é assinada por profissionais como: cientistas cognitivos, neurofarmacologistas, neurofisiologistas e neuroanatomistas e neurocientistas computacionais, todos participantes da Francis Crick Memorial Conference on Consciousness in Human and Non-Human Animals, evento sobre consciência humana e não-humana realizado na Universidade de Cambridge, em julho desse ano. Agora que percebemos que não estamos tão acima dos outros animais da Terra como a arrogância humana sempre nos fez crer, o próximo passo é entender como é, de fato, a experiência desses animais.

Fonte:
blogs.jovempan.uol.com.br/petrede
Link:

Ela existe! Gatinha-anã, fenômeno das redes sociais, sofre de síndrome rara

A pequena felina não tem dentes e suas patas são minúsculas, 
mas ela é muito feliz 


Bub, a gatinha-anã, é tão pequena que cabe em qualquer cantinho.
Seu tamanho a fez virar xodó de muitos internautas
Reprodução/Facebook

Bub, a gatinha-anã, virou um fenômeno das redes sociais com suas fotos fofas e suas brincadeiras engraçadinhas. Parecendo um filhotinho mesmo já sendo adulta, a gata já tem página no Facebook, muitos vídeos virais na web e até mesmo uma grife de roupas que leva seu nome e tem sua cara estampada em todas as peças. Que sucesso!

As características únicas de Bub faz com que ela seja um bichinho muito especial. Segundo seu dono, Bub Bridavsky, de Bloomington, nos Estados Unidos, a gata não foi criada para ser assim. Ela nasceu em uma ninhada saudável, mas suas mutações genéticas a fizeram ser especial. Depois de muito tempo procurando um lar, finalmente Bub encontrou uma casa que lhe deu muito amor.

Bub será um filhote por toda a vida, ou seja, vai se manter para sempre do mesmo tamanho. Ela também é anã, o que significa que seus membros são desproporcionais ao resto do corpo. Ela tem pernas muito pequenas e grossas e um corpo longo, como o de uma serpente. Ela também tem um dedo a mais em todas as patinhas. Sua mandíbula inferior é muito pequena comparada com a superior e ela não tem dentes. Sua língua fica pendurada para fora da boca.

Mas, ainda segundo o dono de Bub, a gatinha é muito saudável. Ela come alimentos secos e líquidos sem problemas. E o maior atrativo da gatinha é, sem dúvidas, seus enormes olhos verdes.

Mesmo com suas limitações, Bub Bridavsky garante que sua gata, que leva o mesmo nome do pai, é muito feliz, fazendo, do seu jeitinho, tudo que os outros gatos também fazem.


por trailers no Videolog.tv.

Fonte:
entretenimento.r7.com/bichos/noticias
Link:

Para alimentar 300 cães, casal recolhe restos de merenda em escolas no interior de São Paulo

A comerciante Neusa Mila segura um dos 300 cachorros 
cuidados por ela em São Joaquim da Barra 
Foto reprodução arquivo pessoal

Um casal de São Joaquim da Barra (383 km de São Paulo) coleta diariamente restos de merenda em escolas para alimentar cerca de 300 cachorros abandonados. Os bichos vivem num canil improvisado perto do aeroporto da cidade. As despesas com os animais chegam a R$ 6.000 mensais, dos quais R$ 2.000 são doados pela prefeitura, mas a maior parte vem de contribuições de terceiros e do próprio casal.

Os alimentos que sobram nas escolas, segundo a comerciante Neusa Aparecida Franco Mila, 60, são recolhidos nos dois veículos da família, um furgão Fiorino e um Fiat Premio. A comida é misturada à ração para dar volume. “Os cachorros se alimentam apenas uma vez por dia. É um pratinho só para cada um, infelizmente.”

No canil costumam ficar cerca de 280 cães, e, em casa, outros 20. “Eu só levo para casa aqueles que estão doentes ou se recuperando de atropelamentos ou precisaram sofrer amputação de membros. Nessas condições, eles não latem e não incomodam os vizinhos”, afirma a comerciante.

Neusa cuida de animais abandonados há 15 anos. “Faço por amor. Os cachorros são animais puros, que dependem de nós. Infelizmente as pessoas os abandonam e os maltratam”, afirma. A comerciante não costuma dar nome aos bichos que adota, mas afirma conhecê-los pela história individual. “A maioria é vira-lata e faz a maior festa quando me vê.”

ONDE FICA S.JOAQUIM DA BARRA

S.J. da Barra está a 382 km de São Paulo
Dor de cabeça

A fama de protetora, no entanto, tem trazido dores de cabeça a Neusa e ao marido, o chaveiro Lazaro Fernandes Mila. “Toda vez que atropelam ou abandonam um cachorro, o problema sobra para nós. Parece que temos a obrigação de resolver.”

Outra dificuldade é quando as escolas estão fechadas, aos finais de semana, feriados e nas férias. Aí os cachorros precisam ser alimentados só com ração, o que aumenta a despesa. Os bichos consomem 80 quilos diários de comida.

Além do casal, dois outros funcionários cuidam dos animais no canil. Um deles é cedido pela prefeitura, o outro recebe R$ 1.200 de salário para trabalhar os sete dias da semana, ininterruptamente. A dupla também recebe apoio de voluntários.

Cão que teve membros cortados reaprende a andar com pata artificial

O cachorro Pay de Limón, 
que que teve as patas dianteiras cortadas por criminosos 
BBC 

Um cão no México que teve suas patas dianteiras cortadas por uma gangue de criminosos voltou a andar com o auxílio de pernas artificiais.

O cachorro Pie de Limón (Torta de Limão) havia sido jogado dentro de uma lata de lixo, na cidade de Fresnillo.

Mas, por sorte, ele foi encontrado e foi levado para o abrigo Milagros Caninos, onde está se recuperando e se adaptando às próteses.

O uso dos membros artificiais foi feito de forma gradual. Atualmente, o animal as está utilizando por períodos mais longos.

As patas artificiais custaram o equivalente a mais de R$ 12 mil e foram obtidas por meio de doações coletada pelo abrigo canino.

Fonte:
noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/bbc
Link:

Não sou lixo!!


HAPPY DOGS - BRAZIL


Fonte:
HAPPY DOGS - BRAZIL
Link:

NÃO MERECEM OS NOSSOS VOTOS!!!

Animais: Os melhores amigos

Fonte:
Animais: Os melhores amigos
Link:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=398355213562728&set=a.300061290058788.71610.300051806726403&type=1&theater

Semeie o amor aos animais pela vida toda. Deus está vendo! E um dia você irá colher o que plantou!


Fonte:
Link:

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

As vacinas do seu pet estão em dia?


Assim como nós, os pets também precisam ser vacinados!
Fazendo isso você previne diversas doenças, não somente para eles, mas para sua família também!
Vá ao veterinário mais próximo e se informe sobre as vacinações necessárias para seu amiguinho ficar com a saúde em dia!

Fonte:
Link:

Ter um animal é TUDO DE BOM!!


Fonte:
HAPPY DOGS - BRAZIL
Link:

CÃO CAI DE PENHASCO E VOLTA PARA CASA DE FÉRIAS QUE TINHA VISITADO APENAS UMA VEZ

Procure 1 Amigo

Acidente aconteceu em uma caminhada após a Labradora de 15 meses ter perseguido uma gaivota em um penhasco de 100 pés (mais de 30 metros).
O Dono desceu até o fundo do penhasco para resgatá-la, mas ela havia desaparecido.
Bella, sózinha encontrou o caminho de casa, apesar de ser a primeira vez que tinha feito este c
aminho

O proprietário Chris Sexton passou 30 minutos desesperadamente vasculhando as falésias à beira-mar e praia tentando encontrar seu amado animal de estimação, até que sua esposa ligou para dizer que Bella tinha chegado sózinha em casa, sã e salva.

Fonte:
Procure 1 Amigo
Link:

Casal reencontra gato de estimação que estava sumido havia dois anos

Caso ocorreu no estado americano da Califórnia.
Donos foram achados, pois felino tinha chip de identificação.

Um casal de Palmdale, no estado da Califórnia (EUA), reencontrou seu gato de estimação que estava sumido havia dois anos, segundo a emissora de TV "CBS".

Casal reencontrou seu gato de estimação que estava sumido havia dois anos. 
(Foto: Divulgação)

O felino chamado "Janus", de 7 anos de idade, foi entregue ao órgão de controle de animais do Condado de Los Angeles após ser encontrado em Santa Clarita.

Após exames, os veterinários descobriram que o gato tinha um microchip de identificação. Com base nas informações, foi possível localizar os donos do animal.

Fonte:
g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia
Link:

Conheça a nova casa da cadela atingida por bomba jogada por ex-produtor de Thiaguinho

Com a repercussão do caso mais de 200 pessoas tentaram adotar Menina

A cadela perdeu parte da audição depois do acidente
Divulgação/ UPA

Menina ficou famosa após uma tragédia. A cadela foi atingida por uma bomba lançada por um ex-produtor da equipe do cantor Thiaguinho. O acidente aconteceu no começo do mês de julho e agora a cachorra pode comemorar o final feliz da história.

Apesar de ter perdido boa parte da audição, a vira-lata está contente com a sua nova realidade. Ela já não mora mais ruas e está praticamente recuperada dos ferimentos.

Com aproximadamente quatro anos de idade, Menina agora vive em um sítio na região de Campinas. Com a repercussão do caso mais de 200 pessoas tentaram adotar a cadela, mas o animal ficou com Feliciano Filho.

A recuperação de Menina aninou os médicos veterinários que acompanham o caso. Ela abana o rabo para mostrar que está feliz com o destino que a vida tomou.


Ladrões se arrependem de roubar gato comilão e o devolvem

Um gato da raça maine coon, sequestrado há duas semanas em Landskron, na Áustria, foi devolvido aos seus donos "misteriosamente" após os ladrões perceberem que não podiam bancar ($$) o enorme apetite do guloso animal.

"Eu fui colocar o lixo para fora, quando voltei, lá estava o Cupido: sentado na sala de estar, como se ele nunca tivesse saído de perto de mim"
, disse Stephanie Frey, dona do gatinho, que mais parece um leão (não pelo tamanho, mas pela fome).


Fome de Cupido, um gatinho maine coon, deixa ladrões austríacos no prejuízo 
Reprodução/OrangeNews

Os especialistas dizem que um maine coon pode comer três ou quatro vezes mais do que um gato doméstico comum. E, pasmen!, além de saco sem fundo, esses gatinhos têm um gosto refinado e nada barato. "Ele gostam mesmo de comida fresca e bons cortes de carne", aponta um conhecedor da espécie felina.

Não é à toa que o golpe dos "trombadinhas" austríacos só deu prejuízo.

Fonte:
noticias.uol.com.br/tabloide
Link:

Cachorra que perdeu patas do mesmo lado ganha novo lar

Gustavo Delacorte/UOL


A história da cachorra Manuela, a “Manu”, que despertou a atenção dos moradores de Santos (72 km de São Paulo) ao se recuperar plenamente depois de perder as duas patas do lado esquerdo após ter caído de uma laje, ganhou mais um capítulo feliz.
Manu foi adotada pela veterinária Ana Marcela Afonso Genestra, que mora em Espírito Santo do Pinhal (189 km de São Paulo), e já está adaptada ao seu novo lar. A cachorra Bombom, que se tornou "inseparável" de Manu durante sua recuperação, também foi adotada pela veterinária.

“Nos dois primeiros dias ela ficou meio ressabiada, até porque além delas [Manu e Bombom] eu tenho quatro cachorros e dois gatos na casa, mas depois ela já estava pulando e correndo por todos os lados. Já a Bombom, desde o início, se sentiu bem à vontade. Parece até que ela já era minha”, disse a veterinária, que ficou sabendo do caso das cachorras por meio de sua mãe, que mora em Santos.
Manu foi encontrada por uma mulher que estava hospedada na casa de seus ex-donos. Ela havia caído de uma laje, teve fratura exposta nas duas patas e não recebeu nenhum tipo de socorro. A cachorra foi levada até a Coordenadoria de Proteção da Vida Animal da Prefeitura de Santos (Coprovida).

DO LITORAL PARA O INTERIOR

  • Arquivo pessoal
    Manu está a 279 km de distância de Santos

Bombom foi junto

Embora o animal tenha passado por cirurgia e recebido tratamento adequado, a recuperação das patas não foi possível. Para a surpresa de todos, Manu se recuperou rapidamente, e, poucos dias após a amputação das patas, já estava andando pelos corredores da Coprovida, inclusive subindo e descendo escadas.
Durante sua recuperação, Manu ganhou uma companheira: a cadelinha Bombom, que havia chegado na mesma época à Coprovida, vítima de atropelamento. Ao ver que as duas cachorrinhas ficaram muito unidas, a coordenadora do local, Leila Abreu, decidiu que só permitiria a adoção em dupla.
O que acabou acontecendo no último dia 9, quando ambas foram adotadas pela veterinária Ana Marcela, que as levou para a sua casa, no interior de São Paulo.

Quando Manu foi resgatada, os antigos donos da cachorra foram intimados a comparecer à Coprovida, e uma multa de R$ 1.000 foi aplicada a eles por maus-tratos e omissão de socorro.
Fonte:
noticias.uol.com.br/cotidiano
Link:
http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/08/19/cachorra-que-perdeu-patas-do-mesmo-lado-em-santos-ganha-novo-lar-no-interior-de-sao-paulo.htm